O PHS está no centro de uma comissão que discutirá o aborto a partir de uma proposta (PEC 58/11) do deputado Dr. Jorge Silva (PHS-ES).

“No fim do ano passado, foi criada uma comissão especial para tratar de um projeto que traz toda a discussão sobre o direito à vida, desde a concepção. A PEC, que estava aguardando a sua tramitação desde 2011, trata de licença à maternidade, mas vai aflorar toda essa discussão que no fim do ano passado foi levantada pelo Supremo Tribunal Federal. A discussão precisa ser feita pelo Parlamento”, avisou o novo líder da legenda na Câmara, deputado Diego Garcia (PR).

Outros assuntos, como as reformas trabalhista, da Previdência e política também estão entre as preocupações do PHS. Em relação à reforma política, o solidarista afirmou que as mudanças devem ocorrer no sentido de garantir mais igualdade nas eleições.

Além disso, a reforma trabalhista, a reforma da Previdência e a reforma política são matérias às quais nós estamos atentos. Queremos estar presentes em todas as comissões que discutirem essas proposições.

Entrevistado pela equipe da Câmara, Diego falou sobre o posicionamento em relação à reforma da Previdência

“A pauta do governo vem em um momento turbulento da política em nível nacional. É um momento de denúncias, delações, questionamentos contra a classe política. É um momento difícil em que o índice de desemprego é muito alto, famílias estão passando por dificuldades, estados estão tendo dificuldades com o pagamento dos salários dos servidores. Ao mesmo tempo, o Congresso Nacional tem que responder a isso”, destacou.

 

Fonte: Portal da Câmara dos Deputados
 

Câmara Federal destaca as bandeiras dos solidaristas

Deixe uma resposta