Central do eleitor faz 8,7 mil atendimentos em seis meses

A Central do Eleitor do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) realizou 8.741 atendimentos entre janeiro e junho de 2013. Criada em maio de 2010, a unidade é responsável por prestar informações e esclarecimentos institucionais, receber informações, consultas, sugestões, questionamentos, reclamações, críticas e elogios, bem como auxiliar e incentivar ações que estimulem o exercício da cidadania.

Abril registrou a maior parte dos atendimentos, 3.747 ao todo. Em seguida, junho foi o mês de maior procura pela Central em 2013, tendo sido realizados 1.565 atendimentos. Desses, 93% (1.457) foram pedidos de informação. Também foram feitas 58 reclamações, seguidas de 25 sugestões, 14 denúncias, 5 felicitações, 3 elogios e 3 agradecimentos ao TSE. A maioria das demandas, 79% (1.236) ao todo, chegou por telefone.

O relatório mostra ainda que o tempo médio dos atendimentos da Central é de menos de 15 minutos. Um total de 1.556 demandas foram respondidas em uma média de 14 minutos e 19 segundos.

Por estado

Na comparação de atendimentos feitos por unidade da federação, o Distrito Federal sai disparado na frente, com 1.086 demandas, o que representa 69% do total. Em seguida vem São Paulo, com 127 demandas (8%) e Rio de Janeiro, com 64 pedidos (4%).

No banner disponível no Portal do TSE, o eleitor tem acesso ao “Formulário da Central do Eleitor”. As dúvidas, críticas e sugestões devem ser encaminhadas à Central por meio do preenchimento do formulário e serão respondidas em até dois dias úteis.

A Central do Eleitor, localizada na Sala A-868 do edifício-sede do TSE, também oferece atendimento presencial e por telefone, nos números (61) 3030-8700 e 0800-648-0005.

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta