Criação do Diretório Nacional dará ainda mais transparência ao trabalho do PHS

A eleição do Diretório Nacional do Partido Humanista da Solidariedade (PHS) mostra o pensamento da Comissão Executiva do partido de tornar o PHS cada vez mais democrático. Segundo o presidente Nacional do PHS, Eduardo Machado, a intenção é que as decisões sejam tomadas com a participação de vários representantes. “Quero mais transparência. A criação do Diretório Nacional faz com que a direção do PHS esteja ainda mais próxima dos seus filiados”, destaca Eduardo.

O secretário-geral, Luiz França, lembra que o Diretório Nacional é adotado por grandes partidos políticos. “Nos espelhamos em exemplos que dão certo. As grandes siglas têm diretórios nacionais e nesse sentido que caminhamos. Esses 46 membros vão representar o partido com ações em diversas frentes para que possamos fazer o PHS alinhado com os desejos dos solidaristas”, afirma França.

Os 46 membros eleitos para o Diretório Nacional vão atuar em quatro secretarias (Organização Partidária, Formação Política, Articulação Política e Movimentos Sociais), quatro coordenadorias (Políticas Públicas, Relações Internacionais, Relações Institucionais e Políticas de Gestão), nos conselhos de Ética e Fiscal, além do PHS Mulher e PHS Jovem.

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta