Deputado Lira trabalha para estreitar laços entre Brasília e Guiné Equatorial

O deputado distrital Lira (PHS) realizou sessão solene em comemoração ao aniversário da independência da Guiné Equatorial. A solenidade aconteceu na manhã desta terça-feira (13) no plenário da Câmara Legislativa.

A sessão solene foi ainda uma forma do parlamentar aproximar Brasília e Malabo – capital da Guiné Equatorial – comercialmente, politicamente e culturalmente, estreitando laços para o intercâmbio e consolidação de tratados futuros. “Essa solenidade manifesta um desejo de aproximação, seja comercial ou cultural. São gestos que consolidam a amizade entre os povos e solidificam a paz, pois só há paz quando há vontade de aproximação”, afirmou o distrital.

Segundo o embaixador da Guiné Equatorial, Benigno-Pedro Matute Tang, o país planeja entrar para o grupo dos emergentes até 2020. "Nossa meta é garantir educação, moradia, saúde, água, eletricidade e estradas para todos. Para isso, contamos com a presença de várias empresas brasileiras no nosso país, colaborando com o governo", declarou.

O diplomata destacou a necessidade de maior união entre brasileiros e africanos: "Muitos brasileiros não sabem nada sobre a África e muitos africanos só conhecem o Brasil pelo samba e futebol. A imagem que o ocidente apresenta da África é somente de miséria, o que não é verdade. O propósito disso é impedir que nos aproximemos. Eles querem nos dividir para poderem controlar nossas ideias e manterem o neocolonialismo econômico. Temos que nos unir, como diz um ditado bantu: a mão tem cinco dedos, mas não se lava a cara com um só".

A solenidade foi, também, um momento para ressaltar o decênio dos afrodescendentes, proposto pela Organização das Nações Unidas (ONU), cujo objetivo é aumentar a conscientização das sociedades no mundo quanto ao combate ao preconceito, à intolerância, à xenofobia e ao racismo.

Na ocasião, Lira anunciou que, nos próximos dias, estará com o embaixador das Relações Exteriores para a criação da Semana da Guiné Equatorial no Brasil e da semana do Brasil no país guineense. Houve, ainda, uma exposição de arte do país africano. Todos os quadros  e esculturas expostos pertencem ao acervo pessoal do embaixador Matute Tang.

Estiveram presentes na sessão solene o embaixador do Mali, Mamadou Mackitraoré, o embaixador de Burkina Faso, Alain Ilboudo, o embaixador do Suriname, Marlon Mohamed, o embaixador de Camarões, Martin Mbeng, o embaixador do Benin, Isidori Monsi, a embaixadora de Botsuana, Bernadette Rathedi, o embaixador da Mauritânia, Abdallahi Bah, o embaixador da África do Sul, Mphakama Mbete, o embaixador de Moçambique, Manuel Tomás, e a embaixadora de Guiné Bissau, Eugênia Pereira.
 

Deixe uma resposta