O gabinete do deputado federal Diego Garcia (PHS-PR) está quase pronto para se tornar totalmente sustentável. Nesta terça-feira (22), o parlamentar receberá um selo de sustentabilidade do Comitê de Gestão Socioambiental (EcoCâmara), durante lançamento do projeto que acontecerá no Salão Nobre da Câmara dos Deputados, às 15h. Apenas 10 gabinetes foram escolhidos para participar dessa iniciativa.

Diego Garcia vai ser o primeiro a implantar práticas totalmente sustentáveis em um gabinete, desde a utilização de papel reciclável, até medidas de consumo consciente de água e energia, coleta seletiva e o bom uso de materiais de expediente. Na semana passada, a equipe do parlamentar participou de um treinamento, promovido pelo EcoCâmara e parceiros do projeto.

Durante seis meses, que é a duração do projeto piloto, a equipe passará por mudanças de hábito e o gabinete também passará por mudanças físicas. Algumas das medidas que serão adotadas são: a instalação de sensor de presença para acendimento das luzes, caixa acoplada no lugar da válvula da descarga, torneiras automáticas, troca das lâmpadas por LED, entre outras medidas que comprovadamente garantem a economia de água e energia.

Os assessores foram estimulados, durante o treinamento, a sugerir outras propostas que tornassem o local de trabalho mais consciente. Copos de plásticos descartáveis não serão utilizados, devendo cada assessor trazer o seu copo/garrafa de casa. Além disso, a frequência de impressão de papéis irá reduzir, e, quando forem impressos, os dois lados serão aproveitados.

Preocupado com a sustentabilidade, o deputado acredita que todos devem contribuir com esse projeto, assim a Câmara se tornará referência para outros segmentos da sociedade. “Fui o primeiro a aderir ao Gabinete Sustentável, em 2015. Quero servir de exemplo a outros. Mas agora não depende só de mim. Vou cumprir o meu dever e estimular outras pessoas nessa missão” salientou.


Objetivos do projeto “Gabinete Sustentável”: desenvolver uma cultura de sustentabilidade; diminuir recursos hídricos e energéticos; uso racional das cotas; reduzir o uso de material de expediente; promover a coleta seletiva de resíduos, entre outros.

Diego Garcia terá primeiro gabinete sustentável da Câmara dos Deputados

Deixe uma resposta