Dirigentes estaduais elogiam democracia em Plenária do PHS

Os dirigentes estaduais e solidaristas que participaram da Plenária Nacional do PHS, em 30 de novembro, destacaram o momento democrático que o evento simbolizou. Eles lembram que puderam participar das votações e da principal decisão da plenária, de que o PHS não lançará candidatura própria ao cargo de presidente e só anunciará seu apoio a um candidato após o mês de março de 2014.

“É nossa intenção fazer um partido cada vez mais democrático. Queremos ouvir todos e saber os rumos que o PHS deve tomar para atingir bons resultados”, destaca o presidente Nacional, Eduardo Machado.

“Essa abertura para nossa participação mostra que a Executiva Nacional se preocupa com a realidade dos estados e quer ouvir nossa opinião. Isso é fundamental para o bom andamento do trabalho”, garante o presidente do PHS Rio Grande do Norte, Leandro Prudêncio.

Mandatários e dirigentes usaram seus crachás de credenciamento na plenária para sinalizar seu posicionamento. O vereador Marcelo Piuí, presidente do PHS Rio de Janeiro, lembrou que as decisões tomadas de forma coletiva blindam o partido de qualquer tipo de problema. “O pensamento de muitos se resume sempre em uma boa ideia e bons projetos. A experiência de todos é sempre bem-vinda”, finaliza.

Todos os dirigentes estaduais e seus representantes tiveram espaço para falar de suas experiências e fazer sugestões para a Executiva Nacional do PHS. A Plenária Nacional reuniu cerca de 300 participantes e, além de debater sobre eleições de 2012, teve o anúncio da solidarista Iara Costa (MS) como nova presidente Nacional do PHS Mulher, palestras e outras deliberações do partido.

Deixe uma resposta