Release

05 de Abril de 2017

Palavra do Presidente: Lista fechada é um grande golpe

Eduardo Machado critica proposta que está na reforma política e aponta os riscos de uma aprovação

Palavra do Presidente: Lista fechada é um grande golpe

O tema do momento é a tal “lista fechada”. Mas afinal, o que é essa proposta? O relator da reforma política propõe que o voto do brasileiro seja neste novo formato. Isso significa que o eleitor vota para eleger os primeiros candidatos de uma lista de políticos definidos pelas cúpulas dos partidos.

Na realidade, o que é isso? Uma afronta à democracia. É um grande golpe contra todos nós eleitores. Querem nos tirar o direito de poder escolher nossos mandatários. A decisão sobre os nomes que estarão na tal lista, ficaria apenas nas mãos de dirigentes partidários.
Eu, como dirigente partidário, lembro a você que, se essa lista fechada for aprovada, os partidos se tornarão grandes cartórios e os dirigentes mal intencionados vão agir de forma conveniente para eles.

Quais os principais riscos disso? Bandidos e corruptos podem figurar no topo das listas. Nós vamos ser obrigados a votar em uma lista, sem escolher nomes. Uma lista que pode estar recheada de corruptos e bandidos.

Com isso, os grandes poderosos do Brasil vão mandar cada vez mais. Isso é um grande golpe contra a democracia. Portanto, não vamos deixar que aconteça. Vamos protestar e exigir de nossos parlamentares que votem contra.

O momento em que vivemos é de passar o Brasil a limpo, e não ao contrário. Estamos atentos. Tenham certeza que o PHS é um partido diferente e vai continuar lutando em novo do povo brasileiro.


Eduardo Machado
Presidente Nacional do PHS

Comentários