Nota de repúdio pelo crime contra um solidarista no Pará

O Partido Humanista da Solidariedade (PHS), Regional do Pará, vêm a público repudiar o crime violento, no dia 17 de fevereiro de 2016, que tirou a vida do presidente do PHS de Goianésia do Pará, Sr. José Ernesto da Silva Branco, vereador da cidade. Ele foi morto a tiros na frente de um lavajato da cidade. Nesta quinta-feira (18), o presidente Regional do PHS Pará, vereador Igor Normando, se reuniu com o secretário de Segurança Pública Jeannot Jansen para pedir providências contra a violência.


"José Ernesto, companheiro empenhado ao desenvolvimento social, foi mais um dos inúmeros casos de descaso com a segurança pública no Estado do Pará, que há muito vem sendo tema de discursos defendidos por este Diretório Regional, colocando mais uma vez em descrédito a política de segurança pública utilizada pelo Governo.



Exigimos ao Governo do Estado do Pará para que envide, por meio da Secretaria Estadual de Segurança Pública, todos os esforços necessários à apuração dos fatos que resultaram na morte de José Ernesto da Silva Branco, visando à prisão dos respectivos criminosos.



Por fim, expressamos profundos sentimentos de pesar e nos solidarizamos com a família enlutada", diz a nota do 
Diretório Estadual do Partido Humanista da Solidariedade – PHS/PA.

O presidente Nacional do PHS, Eduardo Machado, lamenta a morte do presidente do PHS de Goianésia do Pará, vereador José Ernesto da Silva Branco e também divulgou nota de repúdio

"Estamos muito tristes com esse fato e estendemos nossos sentimentos à toda família do solidarista José Ernesto. Repudiamos qualquer tipo de violência e nossos representantes no Pará estão cobrando respostas da Segurança Pública do Estado. Esperamos que mais um crime não fique impune. E pedimos a Deus que conforte a família do nosso companheiro", afirmou o presidente Eduardo.

 

Deixe uma resposta