Notícias

09 de Março de 2017

Deputado Marcelo Aro critica alto índice de criminalidade no País

Solidarista aponta que falta de investigação e, em consequência, punição, é uma das causas

Marcelo Aro critica alto índice de criminalidade no País

O deputado federal Marcelo Aro criticou, nesta quinta-feira (09), o cenário da segurança pública no país. De acordo com o parlamentar, em 2016 foram registrados 58 mil assassinatos no Brasil, o que equivale a uma morte a cada nove minutos. Ainda segundo Marcelo Aro, apenas 5% desses casos são concluídos, com condenações e punições dos criminosos.

A quantidade de mortes no Brasil por assassinato, de acordo com o vice-líder do governo, é acima dos números registrados na Síria. Nos últimos quatro anos, 256 mil pessoas foram mortas no país do Oriente Médio. Já no Brasil, foram 279 mil no mesmo período.

Aro ressalta que uma das causas dos números tão altos é o fato de não haver, em muitos casos, investigação e, em consequência, punição. Por isso, segundo ele, o Brasil vive um cenário de guerra.

"Nós vivemos uma guerra civil, uma guerra sangrenta, silenciosa, e algo precisa ser feito. Como ter paz num cenário desse? A chance de sermos assassinatos ou assaltados quando saímos de casa de manhã é grande", afirma.

O parlamentar mineiro cobrou mudanças em seu estado que, segundo ele, registra 11 assassinatos por dia. O deputado também se colocou à disposição do governo de Minas Gerais para pedir auxílio ao governo federal e procurar soluções para a segurança pública.

Comentários