Foi formalmente instalada, nesta terça-feira (10), a nova comissão especial da Câmara dos Deputados sobre a reforma política. O PHS, com o líder da Bancada, Marcelo Aro (PHS-MG), e com o deputado Adail Carneiro (CE), integra a comissão especial. A Bancada Federal Solidarista se mostra forte e decisiva ao participar de importantes debates dentro da casa. A partir de agora, os deputados terão o prazo de 40 sessões do Plenário para analisar propostas que mudam a Constituição quanto ao sistema político-eleitoral.

Elaborada por um grupo de trabalho da Câmara, a PEC será o ponto de partida das discussões. A instalação da comissão já na segunda semana desta legislatura só foi possível devido à aprovação da admissibilidade dessa proposta no Plenário da Câmara, na semana passada.

“Com muita honra, estou integrando a comissão especial que irá analisar as propostas de reforma política. Nosso objetivo é aprovar o máximo de itens ainda este ano para que a reforma já esteja valendo para as eleições municipais de 2016. O tema da reforma política precisa ser amplamente discutido e em caráter de urgência”, afirmou Carneiro.

Segundo o presidente da Casa, Eduardo Cunha, a intenção é aprovar algumas mudanças até setembro deste ano. Cunha reconheceu que o tema é polêmico e pediu a todos os deputados que apresentem emendas que permitam um debate "amplo e plural".


O prazo para apresentação de emendas (10 sessões) deve terminar no fim deste mês ou no início de março.

O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi eleito (32 dos 34 votos) presidente do colegiado. Os deputados Rubens Otoni (PT-GO), com 31 votos, e Marcus Pestana (PSDB-MG), com 33 votos, foram eleitos como 1º e 2º vice-presidentes, respectivamente. O deputado Marcelo Castro (PMDB-PI) foi indicado para relator da comissão especial.
 

PHS integra comissão especial para a reforma política

Deixe uma resposta